Bem-vindos ao meu cantinho:)

quarta-feira, outubro 18, 2006

Ao longe o mar...

Porto calmo de abrigo
De um futuro maior
Porventura perdido
No presente temor
Não faz muito sentido
Não esperar o melhor
Vem da névoa saindo
A promessa anterior
Quando avistei ao longe o mar
Ali fiqueiParada a olhar
Sim, eu canto a vontade
Canto o teu despertar
E abraçando a saudade
Canto o tempo a passar
Quando avistei ao longe o mar
Ali fiqueiParada a olhar
Quando avistei ao longe o mar
Sem querer, deixei-me ali ficar

Madredeus

2 comentários:

NJRT disse...

Uma canção espectacular, que acho caber na alma de todo o português e portuguesa.

lau disse...

Sem palavras... Acho que um poema desses numa música dessas fala por si...